Patrocinado


Você está em: Água Santa 2021 - Jogo de Hoje

O Esporte Clube Água Santa é um clube de futebol paulista da cidade de Diadema, mesorregião metropolitana do estado de São Paulo. Foi fundado em 27 de outubro de 1981 e suas cores são o azul e o branco.

História
Fundado em 1981, no Jardim Eldorado na rua Água Santa, a equipe foi fundada por migrantes, especialmente nortistas, nordestinos e mineiros, que viam no clube a única possibilidade de lazer em Diadema. Aos poucos o clube foi subindo no futebol amador regional, principalmente a partir da década de 2000, onde conquistou 37 títulos. Permaneceu disputando apenas competições amadoras até 2011, e em 2012 preferiu disputar campeonatos de base. Com as conquistas, a torcida foi crescendo, e hoje estima-se que gire em torno de 10.000 pessoas. Seus adeptos são chamados de Aquáticos o Água Santa possuí 2 torcidas organizadas: a Torcida Organizada Aquáticos e a Torcida Organizada Tubarão Azul.

O Água Santa manda suas partidas no Estádio Municipal José Batista Pereira Fernandes, Chamado também de Estádio Distrital do Inamar com capacidade para 10.000 pessoas porém é liberado com a capacidade reduzida para até 8.075 pessoas, o estádio não dispõe de boa iluminação isso faz com que os jogos do Água Santa não sejam realizados a noite.

O Esporte Clube Água Santa já teve vestindo sua camisa verdadeiros ícones do futebol brasileiro como Claudecir, Zinho Capixaba, Capitão, Dinei e mais importante ainda, já formou, mesmo não tendo a classificação de clube formador, vários atletas em suas fileiras de base como Lelê que atuou no Fortaleza, Romarinho no F.C. Porto, Fernando no Internacional de Porto Alegre, Neilton no Santos e Fábio Ferreira no Botafogo.

Profissionalização
Em sua primeira participação em um campeonato profissional, o Campeonato Paulista da Segunda Divisão de 2013, alcança o seu objetivo que é o acesso. Na 1ª fase termina como líder do Grupo 8, avançando à 2ª fase caindo no Grupo 13, terminando também em 1º lugar no grupo. Na 3ª fase não é diferente e mais uma vez o clube termina líder, dessa vez no Grupo 16. Na 4ª fase, o Água Santa lidera seu grupo conquistando o acesso e uma vaga na final contra a Matonense, vencendo o primeiro jogo por 5–2, mas perdendo o segundo duelo por 4–0, ficando com o vice campeonato.

Em 2014, o Água Santa disputou a Série A3 e conquistou o acesso para a Série A2 após a vitória contra o São José dos Campos por 1–0, em São José dos Campos.

Na Série A2, o time de Diadema já estava quase certo na elite antes da última rodada, jogou pelo regulamento e perdeu por 1–0 para o Velo Clube, em Rio Claro. Desta forma, terminou a A2 na quarta posição, com a mesma pontuação, mas oito gols a mais de saldo que o Mirassol, conquistando assim, pela 1ª vez a sua história o acesso para a elite do Campeonato Paulista, selando o terceiro acesso seguido do clube, que começou no profissionalismo em 2013 pela Segunda Divisão e conquistando o acesso à elite em 2015.

Em 2016, foi a primeira vez que o Água Santa participou da Série A1 do Paulistão. No dia 27 de março, conseguiu aplicar um placar histórico em cima do Palmeiras, com o placar de 4–1, pela décima segunda rodada da competição, e mostrando todo seu potencial e progresso na competição estadual mais disputada do país. Sua maior goleada já sofrida foi contra a Ponte Preta, no dia 2 de abril, no Estádio Moisés Lucarelli. Com o placar de 7–2 para Ponte Preta. Apesar de ter feito um bom começo de campeonato Paulista, não manteve o ritmo e acabou sendo rebaixado para Série A2 de 2017.

Em 2017, o Água Santa disputa a Série A2 do paulista, após ser rebaixado no ano seguinte, o clube fez uma boa primeira fase disputando a liderança com outros clubes como São Caetano, Bragantino e Rio Claro, o Água Santa acaba a primeira fase como líder, porém cai nas semifinais nos pênaltis contra o Bragantino após ganhar em Bragança por 1–0 e perder no Inamar pelo mesmo placar. No segundo semestre houve a disputa da Copa Paulista, o Água Santa cai em um grupo onde consegue se classificar para a segunda fase, na 2ª fase. No entanto, o Água Santa cai em um grupo difícil com Ferroviária e Inter de Limeira e acaba sendo eliminado perdendo a chance de conquistar um título inédito, essa porém foi a melhor campanha do Água Santa na competição, com o clube ficando na 9ª posição na classificação geral.

Em 2018, o Água Santa teve o que é considerado o seu pior ano desde a sua profissionalização, o clube que era comandado por Jorginho acabou emplacando uma série de jogos ruins no começo da Série A2 daquele ano, isso acabou culminando com a demissão de Jorginho e a contratação de Toninho Cecílio como o novo treinador, a passagem de Toninho Cecílio pelo clube foi curta apenas quatro jogos sendo duas derrotas e dois empates, Toninho Cecílio foi demitido apenas 2 meses após assumir o clube sendo o treinador que ficou menos tempo no comando do clube. Márcio Ribeiro retornava como treinador do time, e no entanto, o time ainda continuava a jogar mal, o Água Santa se salvou do rebaixamento apenas na última rodada com um empate em 1X1 contra a Inter de Limeira, o Água Santa ficou na 14 posição de um total de 16 clubes escapando por pouco do rebaixamento a Série A3. Na Copa Paulista de 2018, o Netuno não consegue repetir a campanha anterior e sobre o comando do treinador da base que foi efetivado, Antônio Carlos, o Água Santa faz uma péssima campanha, caindo no grupo 3 o tubarão de Diadema somou apenas 2 pontos sendo que teve uma campanha com nenhuma vitória 2 empates e 10 derrotas com um saldo de gols de -19, o time foi lanterna do grupo a competição inteira, o ano inteiro do time de Diadema foi algo ruim e a torcida prefere esquecer desse ano.

Em 2019, o Água Santa contorna a campanha ruim no ano anterior na Série A2 2019, o Netuno praticamente lidera toda a competição encerrando a primeira fase com 35 pontos tendo em 15 jogos 10 vitórias, 1 empate e 4 derrotas e tendo um saldo de gols de +11 na primeira colocação e avançando as quartas de final, nas quartas de final encara o oitavo colocado o Taubaté, o Água Santa venceu os 2 jogos por 5×0 e 2×0 e se classificou para as semifinais onde encarou o Santo André, acabou perdendo o primeiro jogo em Santo André por 2×0 no segundo jogo no Inamar tentou reagir e até ganhou a partida por 3×2, mas não foi o bastante para que levasse o time a final. Entretanto, houve a fusão do Bragantino com o Red Bull Brasil passando a se chamar Red Bull Bragantino com isso o 3º colocado da Série A2 subiria também que é o caso do Água Santa, logo o Água Santa disputará a Série A1 de 2020 retornando a elite após 4 temporadas.

No 2° semestre, o Água Santa agora comandado por Fernando Marchiori disputa a Copa Paulista 2019, onde o clube até fez uma boa primeira fase ficando em segundo lugar no seu grupo, atrás apenas do São Caetano, no entanto na segunda fase o Água Santa cai em um grupo com Mirassol, XV de Piracicaba e Nacional, e soma apenas uma vitória ficando na terceira colocação do grupo e não consegue passar de fase. Agora o Água Santa espera a série A1 de 2020.

Torcida
Atualmente, o Esporte Clube Água Santa conta com uma massa de torcedores na própria região de Diadema, zona sul da Cidade de São Paulo, e também simpatizantes nas regiões do Grande ABC e demais regiões da cidade de São Paulo. Oriunda dos Campeonatos de Várzea, a torcida segue fiel mesmo após a profissionalização, tendo um maior público das regiões carentes e menos elitizadas, sendo denominado “A torcida da Favela” ou “Time do povo”.

O Netuno possui duas Torcidas Organizadas, que seguem e apoiam seu clube de coração. A primeira e maior torcida do clube, a Torcida Aquáticos, que conta com cerca de mais de 1.000 associados e a Tubarão Azul. Ambas as torcidas arrastam multidões, sendo em casa ou em território adversário.
“Visitante? Com maioria na torcida, Água Santa bate Jabuca e vira líder”.
Essa foi o título da matéria do site, globoesporte.com, em 2013, onde o Água Santa, jogou contra o Jabaquara na Baixada Santista e venceu por 1×0. Neste caso, a torcida visitante foi maior que a torcida local.

“O fator-casa não deu as caras no embate entre Jabaquara e Água Santa, pela quarta rodada do Campeonato Paulista da Segunda Divisão – ou será que deu? Empurrado por 800 torcedores que encheram as arquibancadas do estádio Espanha, o Netuno superou o Jabuca por 1 a 0 e assumiu a liderança do grupo 8, com nove pontos – o Leão da Caneleira estacionou nos seis pontos, caindo para o quarto lugar da chave.”
Em 2019 a 5ª melhor média de público do Estado de São Paulo entre os Campeonatos Paulistas A1, A2 E A3.
Já faz alguns anos que após a profissionalização do clube, a torcida vai em “peso” para o estádio do Inamar, acarretando em recordes e média de público. Ano, pós ano, o Água Santa se destaca não só em campo, mas também fora de campo… pela torcida, segundo site sr.goool, em 2019 considerando todos os clubes participantes das séries A1, A2 e A3 do Campeonato Paulista de Futebol, o Esporte Clube Água Santa ficou no top 5, atrás apenas de Corinthians Paulista, S.E. Palmeiras, São Paulo F.C., e Santos F.C.


Patrocinado