Patrocinado


Você está em: RB Leipzig 2021 - Jogo de Hoje

RasenBallsport Leipzig e. V. é uma agremiação desportiva alemã, fundada a 19 de maio de 2009, sediada em Leipzig, ligada à multinacional austríaca de bebidas energéticas Red Bull.

A Red Bull comprou o SSV Markranstädt, time até então da quinta divisão, com a intenção de levar o clube remodelado à Bundesliga em um prazo de dez anos, conseguindo seu objetivo, com antecedência, na temporada 15/16 com um segundo lugar na 2. Bundesliga. Segundo fontes, a Red Bull investiria 100 milhões de euros no clube ao longo de dez anos.

Criado com o nome oficial de RasenBallsport Leipzig e. V., trata-se de um dos cinco times de futebol sob controle da Red Bull. Os outros são o Red Bull Salzburg, o New York Red Bulls, o Red Bull Brasil e Red Bull Bragantino. Em comparação com os nomes das agremiações filiais, se difere devido aos estatutos da Associação Alemã de Futebol (Deutscher Fußball-Bund) que prescrevem que o patrocinador não pode fazer parte da identidade de um clube, a menos que a empresa seja dona do clube há mais de 20 anos (como é o caso do Bayer Leverkusen, fundado em 1904). Ao contrário de suas equipes de outros esportes, o clube de Leipzig não pode carregar o nome de Red Bull ou ser integralmente pertencente pela empresa por isso criou um trocadilho para a sigla RB da marca de energéticos que quer dizer “Esporte com bola na grama”. A equipe também precisou modificar o escudo para participar de ligas menores, por exigência da DFL que não aceita o uso de logotipos registrados de empresas em escudos.

Com pequenas alterações nos touros (adição dos traços que dão ideia de movimento), o escudo foi aceito quando o time entrou nas ligas inferiores. A Associação Alemã de Futebol exige que um clube mantenha 51% de suas ações, a Red Bull, portanto, só obtem 49%.

O novo clube manteve esta equipe na Oberliga, bem como todos os outros times de futebol do SSV e manteve o treinador Tino Vogel. Em 2010, a equipe mudou de cidade para mandar seus jogos no Zentralstadion, que foi renomeado Red Bull Arena.

Michael Kölmel, proprietário do Zentralstadion, de Leipzig, foi uma das peças importantes para o negócio. A última vez que uma equipe de Leipzig venceu o título nacional foi em 1913, quando o VfB Leipzig se sagrou campeão.

Em sua temporada inaugural, disputou, dominou e venceu a NOFV-Oberliga Süd, o quinto módulo do Campeonato Alemão, na temporada 2009-2010. Com o resultado, ganhou o direito de disputar a Regionalliga Nord, a quarta divisão alemã.

Na temporada 2010-2011 da Regionalliga Nord, não foi tão bem, terminou apenas em 4º lugar e não conseguiu subir para a terceira divisão.

Em 2011, o RB Leipzig venceu a Copa Saxônica, torneio que reúne equipes da terceira, quarta e quinta divisão alemã, além de equipes da Liga Saxônica local.

Com a conquista da Copa Saxônica, o RB Leipzig disputou pela primeira vez a Copa da Alemanha ne edição Copa da Alemanha 2011-2012, mas foi eliminado na segunda rodada.

O RB Leipzig venceu a temporada 2012-2013 da Regionalliga Nordost, a quarta divisão alemã de maneira invicta, com 21 vitórias e 9 empates. Com o título, disputou o play-off para as vagas da 3.Liga, a terceira divisão alemã, para a qual foi promovido com uma vitória e um empate. Em 2013, voltou a vencer a Copa Saxônica, que lhe valeu nova participação no Copa da Alemanha na temporada 2013-2014. Mas, novamente, não obteve sucesso, sendo eliminado na primeira rodada. Obteve o vice-campeonato da 3.Liga, o que valeu-lhe a promoção para a 2.Bundesliga, a segunda divisão alemã.

Escudo utilizado entre 2014 e 2020.
Em 26 de maio de 2014, o RB Leipzig mudou seu logotipo, como condição para sua aceitação em 2. Bundesliga, eliminando mais elementos que possam identificar com a empresa de energéticos como o fundo amarelo. O novo logotipo tem uma semelhança com o logotipo não patrocinado do FC Red Bull Salzburg, utilizado nos torneios da UEFA.

Após ser vice-campeão da 2.Bundesliga na temporada 2015-2016, a equipe foi candidata à “zebra” na temporada 2016-2017, disputando rodada a rodada o título de Campeão Alemão com o todo-poderoso Fußball-Club Bayern München, acabando porém como vice-campeão e tendo uma vaga inédita para a Liga dos Campeões da Europa na temporada 2017-2018. Acabou em terceiro lugar na fase de grupos e foi transferido para a fase de dezesseis avos da Liga Europa da UEFA de 2017-18, onde eliminou o Napoli e o Zenit, mas foi eliminado pelo Olympique de Marselha nas quartas de final.

Cedeu quatro jogadores para a Copa do Mundo FIFA de 2018, o número 10 da Suécia e do time, Emil Forsberg, o goleiro reserva suíço, Yvon Mvogo, o dinamarquês Yussuf Poulsen e o alemão Timo Werner.

Fez história na Liga dos Campeões na temporada 2019–20 ao avançar até as semifinais, perdendo nesta para o Paris Saint-Germain pelo placar de 3 a 0.


Patrocinado